domingo, junho 16, 2024
spot_img
HomeNotíciasItaipuaçuSecretaria de Saúde de Maricá inicia campanha de vacinação contra a gripe

Secretaria de Saúde de Maricá inicia campanha de vacinação contra a gripe

Na manhã desta terça-feira, 26 de março, a Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria de Saúde, dará início a uma ampla campanha de vacinação contra a gripe em todas as 26 Unidades de Saúde da Família (USF) do município. A iniciativa visa imunizar a população até o dia 31 de maio.

Clique aqui para entrar no WhatsApp do Jornal Itaipuaçu Online e ficar por dentro do que acontece em Itaipuaçu.

O público-alvo abrange diversas faixas etárias e grupos prioritários, incluindo crianças de 6 meses a 5 anos, idosos com 60 anos ou mais, profissionais da saúde, pessoas com deficiência permanente ou comorbidades, gestantes e puérperas, além de professores, caminhoneiros, indígenas, trabalhadores rodoviários e portuários, e pessoas em situação de rua, entre outros.

Para receber a vacina, os interessados devem comparecer munidos de documento de identidade com foto, caderneta de vacinação e um comprovante que ateste a inclusão em um dos grupos prioritários definidos para a vacinação.

O horário de vacinação é das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira, nas unidades de saúde do município. Além disso, uma Unidade Móvel de Saúde estará disponível no bairro do Caxito para garantir o acesso à imunização àqueles que não puderem se deslocar até os postos fixos.

A campanha, além de contribuir para a proteção contra a gripe, busca fortalecer as ações de saúde pública no combate a doenças respiratórias, especialmente neste período em que a atenção para a prevenção de enfermidades é crucial.

“A vacina contra a gripe faz parte da imunização anual e a adesão dos grupos prioritários é essencial para a segurança coletiva, em especial nesses momentos de circulação maior da influenza. Em Maricá, a campanha acontece em todas as Unidades de Saúde da Família, por isso, procure a mais próxima e receba a vacina o quanto antes, se protegendo inclusive contra os subtipos do vírus que mais circularam recentemente no Hemisfério Sul”, disse a Secretária de Saúde, Juliana Nogueira.